VALDEMAR SANTOS

1963

Valdemar Santos nasceu em 6 de Agosto de 1963, em Benguela.

Como actor/Teatro
A Terra do Desejo, A elegante melancolia do crepúsculo, Capital & Cultura, O Fidalgo Aprendiz, Escurial, História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, Rinoceronte, A um dia do Paraíso, Ptolomeu, A beleza do pecado,  Ratos e Homens,  Ah –  o espectáculo,  Sganarello –  o cornudo imaginário, Nostrum Lenz, Os sentimentos atrasam, O último dia de um condenado, Babine – o parvo, Van Gogh, Mandragora, Mal Vistos, O homem sem cara, Pinóquio, Querido Monstro, entre outros.

Como encenador
O último baile, Os velhos não devem namorar, A acácia vermelha, Escurial, História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar, A garrafa,  A estalajadeira, Frida Khallo, Vozes-leituras encenadas e outras intervenções.

Cinema/Televisão
SÉrie “Os Boys” de Tiago Guedes (a estrear em 2016), Coração D’Ouro, Bem vindos a Beirais, A ceia, de Duarte Guedes (prémio melhor actor secundário pela Cineuphoria público),  O Coveiro, de André Gil Mata, Vidros partidos, de Victor Érice –   (Guimarães Capital Europeia da Cultura), CineSapiens, de Edgar Pera –(Guimarães Capital Europeia da Cultura),O Facínora, de Paulo Abreu –(Guimarães Capital Europeia da Cultutra), Arca d’Água, de André Gil Mata, Estrada de Palha, de Rodrigo Areias, Momentos, de Nuno Rocha, Berço de Pedra, de Nuno Rocha (menção honrosa pela interpretação nos Caminhos do cinema português, em Coimbra), De castigo, de Pierre-Marie Jézéquel, A cidade do homem,de Guedes Ferreira, TIC TAC TALES (televisão), Triângulo Jota, de Henrique Oliveira,  entre outros.

Participação em diversos festivais internacionais no Brasil, Cabo Verde, Espanha, França.

TELEVISÃO

2017 – Ministério do Tempo (RTP)
2016 – Os Boys (RTP)
2016 – Coração D'Ouro (SIC)
2015 – Bem-vindos a Beirais (RTP)

CINEMA

2018 – Na Jaula, de Rodrigo Areias
2017 – O Dia em que as cartas pararam, de Cláudia Clemente
2015 – O Guardador, de Rodrigo Areias
2014 – Pena Fria, de Luís Costa
2013 – O Coveiro, de André Gil Mata
2012 – Vidros Partidos, de Victor Érice
2012 – Estrada de Palha, de Rodrigo Areias
2008 – Berço de Pedra, Nuno Rocha