SÉRGIO QUINTANA

1979

Sérgio Quintana nasce em Monção, concelho minhoto que está separado de Espanha pelo rio Minho. Desde muito cedo sente-se atraído pelo cinema.
A sua paixão pelo mundo da representação leva-o até á Galiza, ali forma-se como
ator, tanto por questões geográficas como pela facilidade com a língua do país vizinho. Fala perfeitamente espanhol, galego e inglês além do seu português nato.
Começa a sua formação numa escola de teatro onde faz um curso que dura três anos e inclui representação,caracterização,dramaturgia e história do teatro e das artes cénicas. Ao finalizar o curso é contratado pela companhia de teatro“Xerpo Cultural” com a qual faz várias peças, incluindo algumas de Bertold Brecht, W. Shakespeare, Fernando Arrabal, Maurice Maeterlinck, entre outros.
Mais tarde muda-se para a cidade de A Coruña onde continua a sua formação como
ator, indo até Madrid ocasionalmente para realizar cursos de representação.
Na sua formação conta com professores de importância no meio espanhol e galego como Macarena Pombo, Rosa Estevéz, Miguel Albaladejo, Mariana Carballal, Manuel Lourenzo, Lorena Bayonas, Ana Gracia e Francisco Olmo entre muitos outros e também alguns de nível internacional, como John Strasberg e Michel Dallaire.
No cinema trabalhou no filme “O ouro do tempo”, realizado pelo premiado realizador Xavier Bermúdez. O filme chegou a estar em vários festivais europeus, inclusive no Karlovy Vary. Participou também no filme “Migas de pan“, realizado por Manane Rodríguez. O filme foi uma co-produção entre Espanha e Uruguay, e obteve bastante sucesso em terras da América do Sul. Integrou também o filme “Jefe”, do realizador madrilenho Sergio Barrejón.
Na televisão espanhola e na galega participou em séries como Matalobos, Escoba!, Pazo de Familia, 3 días de Abril, Serramoura, no telefilme Juana de Vega (Vizcondesa do arado).
Em Portugal participou nas telenovelas Santa Bárbara, A Impostora e A Herdeira da TVI ,nas telenovelas Rainha das Flores e Vidas Opostas, da SIC e na série da RTP, em co-produção com a TVG, Vidago Palace.
Participou também em videoclips musicais, publicidades e em mais de vinte curtas metragens, das quais protagonizou grande parte.

TELEVISÃO

2018 – Vidas Opostas (SIC)
2018 – A Herdeira (TVI)
2017 – Serramoura (TVG)
2016 - Vidago Palace (RTP)
2016 - Juana de Vega, Vizcondesa do Arado (TVG)
2016 - Rainha das Flores (SIC)
2016 - A Impostora (TVI)
2015 - Santa Bárbara (TVI)

TEATRO

2016 – Diálogo, Rosa Negra Producciones
2012 – As formigas, Casahamlet
2011 – La divertida historia del tesoro de Rande, Cuentacuentos mágico
2010 – Fóra de escena, E.I.S. de A Coruña
2010 – Comando antibiótico contra as bacterias mutantes, Xerpo Cultural

CINEMA

2017 – Jefe, de Sergio Barrejón (Potenza Producciones/ Fado Filmes)
2015 – Migas de Pan, de Manane Rodríguez (Xamalú Filmes)
2012 – O Ouro do Tempo, de Xavier Bermúdez (Xamalú Filmes)

VIDEOCLIPS

2016 – Escuchando Elefantes, Anyway
2011 – Solos en la música, Julieta
2008 – Gustavo Almeida, Si tú quieres