MAFALDA BANQUART

1992

Mafalda Banquart nasceu a 8 de Abril de 1992, no Porto.

Formou-se na Academia Contemporânea do Espectáculo,em 2013. Trabalha principalmente como atriz, mas faz também trabalhos como modelo fotográfico.

Em Teatro as suas produções mais recentes são: a “Vida de Galileu” encenação de Kuniaki Ida(produção Teatro do Bolhão), “O Nome da Rosa”, encenação de Pedro Zegre Penim, com textos de Pedro Zegre Penim e Hugo Van der Ding (co-produção Teatro Praga e Teatro Municipal Rivoli) , “O Despertar da Primavera” (co-produção Teatro Praga, CCB e TNSJ) e Velocidade de Escape(co-produção TNSJ e Visões Úteis).

Em cinema, participou em várias curtas-metragens, das quais destaca “Post-mortem”, realização de Belmiro Ribeiro e vencedora de prémios como Melhor Curta Portuguesa/ Méliès d’Argent no Moltel/X(Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa) e 2º lugar nos prémios Sophia Estudante, 3ªedição, da Academia Portuguesa de Cinema.

Conta também no seu currículo com duas longas-metragens – “A Floresta das Almas Perdidas”, realizada por José Pedro Lopes, da produtora portuense “Anexo 82” e “Uma Vida Sublime, realização de Luís Diogo – e duas participações especiais em novelas portuguesas – “Santa Bárbara “(TVI) e “Coração d’Ouro”(SIC);

TELEVISÃO

2017 – Anúncio Stella Artois
2016 – Coração D'Ouro (SIC)
2015 – Santa Bárbara (TVI)

CINEMA

2017 – A Floresta das Almas Perdidas, de José Pedro Lopes
2017 – Uma Vida Sublime, de Luís Diogo
2016 – Post-Mortem, de Belmiro Ribeiro