JOÃO NUNES MONTEIRO

1993

João Nunes Monteiro nasceu no Porto, em 1993.

Concluiu o curso profissional de Interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo em 2011. Frequentou ainda a Licenciatura em Teatro (ramo – Actores) da Escola Superior de Teatro e Cinema.

Em teatro trabalhou com Victor Hugo Pontes, Nuno Carinhas, Maria Duarte, Sónia Baptista, Catarina Requeijo e Miguel Fragata e Inês Barahona. Dos quais destaca “Margem” de Victor Hugo Pontes, com texto de Joana Craveiro; e “Fake” de Inês Barahona e Miguel Fragata.

Em televisão, participou nas telenovelas “Ouro Verde” e “Jardins Proibidos”, no telefilme “Offline” de Guilherme Trindade, na websérie “Appaixonados” de Guilherme Trindade e na série “Até que a vida nos separe” de Manuel Pureza.

Em cinema trabalhou com Francisco Manso, Ivo Ferreira, Dennis Berry, João Nicolau, João Nuno Pinto, Dinis Leal Machado, , Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa, Vasco Saltão, Zara Dwinger, Miguel Gomes e Maureen Fazendeiro. Destaca “Mosquito” de João Nuno Pinto, prod. pela Leopardo Filmes; “Snooze” de Dinis Leal Machado, vencedora do prémio Sophia Estudante; e “Diários de Otsoga”, de Miguel Gomes e Maureen Fazendreiro, prod. O Som e a Fúria, ainda por estrear.

TELEVISÃO

2021 - Até que a Vida nos Separe (RTP)
2018 – Appaixonados (RTP)
2015 – Ouro Verde (TVI)
2015 – Jardins Proibidos (TVI)
2015 - Offline (RTP)

CINEMA

2021 – Diários de Otsoga, de Miguel Gomes e Maureen Fazendeiro
2021 – Salgueiro Maia - O Implicado, de Sérgio Graciano
2020 – A Holiday from Mourning, de Zara Dwinger
2020 – Mosquito, de João Nuno Pinto
2019 – Technoboss, de João Nicolau
2018 – Soldado Milhões, de Gonçalo Galvão Teles e Jorge Paixão da Costa
2017 – Sauvages, de Dennis Berry
2017 – Snooze, de Dinis Leal Machado
2015 – Cartas da Guerra, de Ivo Ferreira
2009 – Aristides de Sousa Mendes - O Cônsul de Bordéus, de Francisco Manso e João Correa