DANIELA JESUS

1994

Daniela Jesus nasceu em 1994, em Felgueiras. Em 2015, concluiu a sua formação em artes cénicas na Academia Contemporânea do Espetáculo do Porto, tendo trabalhado com encenadores como António Capelo, António Júlio, Joana Providência, João Paulo Costa e Kuniaki Ida.

Como atriz, tem feito carreira em várias produções teatrais pelas cidades do Porto, Aveiro, Felgueiras e inclusive fora do país. Dessas produções destacam-se “Chatroom”, uma encenação de Paulo Calatré apresentada no Mosteiro de São Bento da Vitória (TNSJ), “Porta Paraíso”, dirigida por Bruno dos Reis e apresentada no GrETUA na cidade de Aveiro e Teatro Municipal de Ourense em Espanha, “As veladoras”, dirigida por Rui Spranger, tendo-se apresentado na Casa das Artes de Felgueiras e por fim, “Temos Mãe, Temos Maria” e “Ecce Homo”, duas encenações de Jorge Castro Guedes com apresentações na Sé do Porto.

Participou em anúncios publicitários e videoclipes de bandas como “47 de Fevereiro” e “Prana”.

É também assistente de magia do ilusionista Lucyano Lopes, tendo-se apresentado no Porto, Felgueiras, Aveiro, ilha de Porto Santo e no Reino Unido.

Cantora residente, sazonal, em hotéis.

No cinema, em 2018, protagonizou o filme “Os escravos de Jó”, rodado no Brasil, na cidade de Ouro Preto e realizado por Rosemberg Cariry. Aqui trabalhou com atores como António Pitanga, António Rocco, Bruna Chiaradia, Hadi Bakkour, Romi Soares e Sílvia Buarque.

CINEMA

2017 – Videoclip Prana - Não te dás a ninguém, de Ricardo Leite
2017 – Videoclip 47 de Fevereiro - In Extremis, de Augusto Lado
2016 – Decrescente, de Saguenail