TIAGO ARAÚJO

Nasceu em 1990 no Porto. Frequentou o curso de Interpretação da ACE – Academia Contemporânea do Espetáculo. Prova de Aptidão Profissional: “Espera aí que eu quero falar contigo!”, escrito e encenado por Ricardo Alves e dirigido por Rodrigo Santos. Neste contexto surgiu a companhia de teatro Os Bisturi, da qual faz parte do corpo fundador, onde já escreveu e co-criou “Não sei o que o amanhã trará”, a partir da obra de Fernando Pessoa, encenou o espetáculo “Kombi T7+5” e participou como ator no espetáculo "= (igual)".

Profissionalmente, fez parte do elenco residente do CDV | Teatro Noroeste (2010-2011), integrando várias encenações de Castro Guedes, Elisabete Pinto e Fernando Gomes, entre palco e serviço educativo.

Integrou o elenco de “O Avarento”, de Molière, encenado por Rogério de Carvalho (ENSEMBLE); “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare, encenado por Eduardo Alonso (Teatro do Bolhão / CDV | Teatro Noroeste); “Felizmente Há Luar!”, de Luis Sttau Monteiro, encenado por António Júlio (TEP); estreou-se a solo com “Desabafos do Henrique Cimento”, escrito e encenado por Ismael Calliano.

Em teatro musical, integrou o elenco de “A Revolução dos que não sabem dizer Nós”, escrito por Zeferino Mota, encenado por João Paulo Costa e com direção musical de Ernesto Coelho (Teatro do Bolhão / 1ª Avenida); “O Quebra-Nozes no Gelo”, encenado por João A. Guimarães, com direção musical de Artur Guimarães (PLW); “DRACULEA Experience”, criação coletiva de Artur e João Guimarães, Joana Quelhas, Pedro Cabral, Pedro Lamares e Maria Miguel Mendes (PLW / ESMAE – THSC).
Já desenvolveu alguns trabalhos na área do cinema e televisão: “Feminal”, ”A Rapariga da Câmara de Filmar”, “De onde os Pássaros vêem a Cidade”, etc.

Facebook share