RICARDO BARBOSA

Ricardo Barbosa (1984/Porto)

Formou-se em Interpretação na Academia Contemporânea do Espectáculo (2000/2003).

TELEVISÃO: “Uma Aventura” (SIC/2005); “Perdidamente Florbela” (RTP1/2012); “Música Maestro” (RTP1/2013); “Jardins Proibidos” (TVI/2014) e “A Única Mulher” (TVI/2015).

CINEMA: “Florbela” (2012/Vicente Alves do Ó); “As Memórias do Corpo de Ofélia” (2013/Sofia Marques Ferreira); “Malmoral” (2015/Rute Moreira); “A Paragem” (2016/Maria João Almeida)

PUBLICIDADE: spot “Vodafone TV – Bocejo” (2013/Stopline Films)

TEATRO: participou em espetáculos encenados por Norberto Barroca: “Felizmente Há Luar!” (2004/05/06/09/TEP), “A Bruxinha Que Era Boa” (2004/TEP) e “Nova Gaia d’Ouro” (2009/TEP); Miguel Cabral: “Podes fugir mas não podes esconder-te” (2006/Sala Estúdio Latino), “As Flores Que Abanam no Jardim dos Outros” (2006/ CACE Cultural do Porto), “Onde Deixar o Mundo Dormir” (2006/Teatro Municipal Rivoli), “O Mundo Mesa” (2007/Serralves em Festa/Teatro do Campo Alegre), “O Ladrão de Sapatos” (2007/Maria Vai com as Outras), “Sicrano” (2008/TeCA) e “Ver Para Ler” (2008/Teatro do Campo Alegre); Tó Maia: “A Órfã” (2009/Teatro Aramá) e “O Aniversário da Infanta” (2009/Teatro Aramá); João Ascenso: “Tik-a-Tak, O Jogo das Mão Limpas” (2009, 10/Teatro Villaret) e “Adão + Eva – A Experiência” (2014/Teatro Turim); Ana Borralho & João Galante: “World of Interiors” (2010/Festival Alkantara/Teatro Maria Matos), “Atlas Lisboa” (2011/Teatro Maria Matos) e “Atlas Porto” (2014/Teatro Municipal Rivoli); Alexandre Lyra Leite: “Panda Vai à Escola – O Musical” (2010/Canal Panda), Martim Pedroso: “Penthesilia, dança solitária de uma heroína apaixonada” (2012/São Luiz Teatro Municipal); Vicente Alves do Ó: “A Guerra dos Cisnes” (2012/Teatro Rápido) e “As Inbejosas” (2013/Teatro Rápido); Peter Pina: “A Culpa” (2012, 13/Teatro Turim/Teatro da Comuna); Hugo Mestre Amaro: “Finis Praxis” (2014/Teatro do Bairro); António Júlio: “Felizmente Há Luar!” (2015, 16/TEP); Luís Araújo: “Caridade – o que resta de FÉ CARIDADE ESPERANÇA” (2015/TEP); João Paulo Costa: “Porto, Granito e Sonho” (2015/Teatro do Bolhão); João Artur Guimarães: “A Chave do Clube Secreto” (2015/Aplaudir – Produções e Agenciamento) e Ivana Müller: “Partituur” (2016/Teatro Municipal Rivoli).

 

Facebook share