NUNO PRETO

Nasceu em 1981 e formou-se na Escola Artística Soares dos Reis, no  curso de cerâmica. É nessa altura membro fundador do grupo de artes circenses, Círculo de Fogo. Teve a sua primeira experiência teatral com grupo Rosto e posteriormente integra o  Grupo X.

Pertence nos mesmos anos à banda Filarmónica 1º de Agosto e dá continuidade aos estudos de música, instrumento Trompete.

Tira o curso de teatro na vertente de interpretação na ESMAE.

Trabalhou com encenadores como Rogério Carvalho, Carlos Pessoa , António Durães , Nikolaus Hols, Pabro Rodriguez, Fernando Moreira, Roberto Merino, Luciano Amarelo, Valdemar Santos, Lee Beagley, Inês Vicente, John Britton, Cláudio Oshman, Mariana Rocha, Fernando Mora Ramos, Rodrigo Santos, Paulo Calatré, Ricardo Alves, entre outros, em cinema com os realizadores Rodrigo Areias, Paulo Rocha, Paulo Abreu, Carlos Amaral, entre outros.

Em 2005, criou a sua própria companhia, Mau Artista, um colétivo onde colaborou como ator, encenador e dramaturgo .

Encenou o espetáculos Fios Saltos… Marionetas Presas, Confissões de um Carrasco na Hora de Ir para a Cama, A Janela, Terminal 5, O Teatro E Liiindo, A Mentira e Depois Castram-nos.

Foi assistente de encenação de Nuno Cardoso e João Pedro Vaz na ESMAE, e António Durães, em Guimarães, no espetáculo de encerramento da CEC Guimarães 2012 .

Trabalha regularmente como professor nas seguintes instituições: ESMAE, TUTRA (Teatro Universitário), FEUP. Tem colaborado, ao longo de nove anos, com o Team Work Consultores, como consultor para a área de comunicação.

Fez campanha televisiva como ator para “Vinhos Verdes, Marca Registada” e a serie “mulheres de Abril” para a RTP.

Escreveu e encenou a produção para a infância “Atento aos Sinais” para a Companhia Instável e escreveu e fez apoio dramatúrgico para o espetáculo BitterSweet da coreografa Daniela Cruz apresentado nos Palcos instáveis e Desnorte 2014, foi interprete em “Charanga” da companhia “Circolando” e fez a direção artística de “Enraizar” a convite do Premio Indústrias Criativas em 2014.

Atualmente, faz parte da companhia Teatro da Palmilha Dentada , onde trabalha como ator e com a qual tem vindo a apresentar espetáculos nos últimos 4 anos, de destacar Dimas e Gestas, O Gene do Corvo ou Bzura.

Facebook share