DANIELA JESUS

Daniela Jesus nasceu a 10 de Setembro de 1994 em Felgueiras.

Em 2012, iniciou a sua formação em Interpretação na Academia Contemporânea do Espetáculo do Porto, tendo trabalhado com encenadores como António Capelo, António Júlio, Joana Providência e João Paulo Costa.

Julho de 2015: Concluiu a sua formação tendo trabalhado em contexto de PAP com Paulo Calatré na peça escrita por Enda Walsh “Chatroom”. O espectáculo foi apresentado no Mosteiro de São Bento da Vitória (TNSJ).

Em “Maisón Marlene”, peça escrita por Raquel S., foi convidada para a apresentação de um número num momento do espetáculo. Encenação de António Júlio. Apresentação no Palácio do Bolhão.

Janeiro de 2016: Iniciou um percurso teatral com o encenador Bruno dos Reis no GrETUA, Aveiro. A peça “Porta Paraíso” foi escrita e encenada por Bruno dos Reis. Daniela interpretou “Lila” e coreografou o momento de Tecido Vertical que fazia parte da peça. O espetáculo também foi apresentado no Teatro Municipal de Ourense, no âmbito do Festival MITEU, Espanha, tendo ganho o 2° lugar.

Dezembro de 2016: Daniela participa como vocalista num concerto de Natal da Companhia “Cabeças no ar e pés na terra”, juntamente com o compositor Paulo Coelho de Castro.

Janeiro de 2017: Faz figuração para o filme “Decrescente” de Saguenail (Serge Abramovici) que teve a sua estreia no Teatro Rivoli.

Março de 2017: Tem uma participação no anúncio da Super Bock “90 anos a fazer amigos”.

Para o videoclipe dos 47 de Fevereiro, interpreta Marianne do Maio de 68 com referência ao cartaz “La beauté est dans la rue”. Música “In extremis – Luta pela Manutenção”. Realização de Augusto Lado e fotografia por José Ferreira.

Em Maio de 2017: Participa também no videoclipe dos Prana para a música “Não te dás a Ninguém”. Realização de Ricardo Leite.

Também na gala do Parque dos Talentos apresenta um número em Tecido Vertical no Quartel das Artes, Aveiro.

Junho de 2017: Incorpora o elenco da Companhia “Maçã Vermelha”, peça de teatro “As Veladoras” a partir de Fernando Pessoa, encenada por Rui Spranger. Daniela colabora também fazendo assistência de encenação. Apresentação na Casa das Artes, Felgueiras. 

Facebook share