DANIEL BARROS

Nascido no Porto em 1996, Daniel Barros forma-se como ator em 2015 na Academia Contemporânea do Espectáculo, onde trabalhou com encenadores como António Júlio, Joana Providência, João Paulo Costa, Paulo Calatré e António Capelo que lecionou Tv/Cinema.
Frequentou o workshop "O ator e a neutralidade", relacionado com o trabalho de máscara, com Nuno Pino Custódio em 2013.

Está atualmente a frequentar a licenciatura em Interpretação na ESTC - Escola Superior de Teatro e Cinema

No CEMM - Centro de Estudos Musicais da Maia inciou-se na musica precocemente, em 2007 onde teve formação musical e estudou guitarra clássica. Mais tarde acaba por se especializar na área da percussão. Em 2013 fez uma formação de especialização em "Boomwhackers" - tubos afinados.

Já na dança iniciou-se mais tarde em 2011, em ballet clássico técnica inglesa Royal e russa Vaganova, contemporâneo e jazz. Em 2012 frequentou o workshop de repertório classico, Bailado Giselle. Como bailarino destaca a integração no elenco do musical Pedro e Inês de Castro, e em Pas de Quatre (excerto do bailado Raymunda), coreografado por Margarida Valle; a participação na inauguração do museu World of Discoveries dirigida pelo coreógrafo italiano Maurício Padovan; e ainda, mais recentemente, no musical Memórias do Cinema Português, coreografado por Irina Smirnova e encenado por Diogo Novo.

Como ator destaca Chat Room de Enda Walsh encenado por Paulo Calatré; Turandot de Carlo Gozzi, encenado por João Cardoso; e Branca de Neve e os 7 Anões, encenado por André Martins. Conta também com frequentes colaborações com a companhia de teatro Viv'Arte.

 

Facebook share